Saiba como o filme Rambo 3 explica a crise no Afeganistão e o Talibã

Cena final de Rambo 3. Foto: Reprodução

Imagens do filme Rambo 3 (1988) estão viralizando nas redes sociais após o Talibã voltar ao noticiário. Essa foto é de um final deletado do longa.

LEIA MAIS:

1 – Após áudio golpista, Sérgio Reis é alvo de 29 subprocuradores por incitação ao crime

2 – Fala negacionista do general Heleno sobre artigo 142 deveria ser crime. Por Lenio Streck

Rambo, Afeganistão e Talibã

As cenas de ação do terceiro Rambo voltaram a chamar atenção por causa da crise atual no Afeganistão. Aspectos da situação do país coincidem com história da trama fictícia estrelada por Sylvester Stallone.

Cena de “Rambo 3”: filme mostra parceria entre americanos e guerrilhas afegãs durante a invasão soviética nos anos 1980 (TriStar Picutres/Divulgação)

O longa era, praticamente, uma propaganda do governo de direita Ronald Reagan, que presidiu os Estados Unidos até 89.

Filme se passa em uma guerra causada por grupos rebeldes que lutavam contra a União Soviética (URSS), após o país invadir o Afeganistão. Nesse enredo, o veterano da guerra do Vietná John Rambo tem a missão de resgatar seu antigo mentor coronel Samuel Trautman (Richard Crenna), capturado pelos soviéticos em território afegão.

O longa se passa na fronteira com o Paquistão, e Rambo tenta invadir o Afeganistão.

Conta-se no material que outras pessoas tentaram conquistar o país e falharam, o que não acontece com o protagonista.

A história volta a ganhar importância depois de três décadas 

As origens do grupo Talibã estão na intervenção americana mostrada em Rambo 3.

Em 1979, os soviéticos invadiram o país para consolidar o poder da URSS. Foi graças ao apoio dos Estados Unidos que os rebeldes venceram os soviéticos em 1990. Com a vitória, americanos deixaram a região, que se tornou palco de disputas.

O filme mostra uma realidade distorcida.

Os rebeldes, na trama, são apresentados como guerreiros que lutam a favor da liberdade. É ali que surge o Talibã, sob uma imagem dos Estados Unidos vencedor após a derrota no Vietnã (e essa distorção é muito explorada no filme).

O grupo Talibã foi derrubado depois que forças americanas invadiram o Afeganistão logo após os ataques da Al-Qaeda aos Estados Unidos em 11 de setembro, sob a alegação de que o país daria apoio e abrigo ao líder da organização, Osama Bin Laden.

O governo estabelecido após a queda do Talibã era alinhado aos Estados Unidos. Com a retirada de tropas americanas, o grupo extremista voltou a dominar a região. 30 anos depois, a história thrash de Rambo fica interessante para entender o Afeganistão hoje.

Confira o trailer do filme.