Silas Malafaia mente, propaga medo entre evangélicos e chama vacina infantil de “infanticídio”

Foto de Silas Malafaia
Pastor chamou vacinação de infanticídio. Imagem: Reprodução/YouTube

O pastor Silas Malafia publicou na noite desta segunda-feira (10), um tweet em que diz que a vacinação das crianças de 5 a 11 anos é um “verdadeiro infanticídio”. No vídeo que segue abaixo, ele critica empresas de Jornalismo e segurança da vacina.

Na semana passada, o pastor já havia publicado um meme e enviado para os seus contatos com dois chimpanzés. Na foto, o chimpanzé pergunta ao pai quando será vacinado e ele responde “Calma, filho, estão testando nos humanos”.

Apesar das vacinas contra a Covid-19 serem seguras e comprovadas cientificamente como uma das principais medidas para combater a doença, Malafaia chegou a dizer que “ninguém tem como comprovar as sequelas [da vacina]” gerando pânico e medo. Malafaia, que é envangélico, propaga discursos negacionistas a setor que já foi um dos principais apoiadores do governo.

Leia mais:

1 – Cicerone de Moro, Julian Lemos se safa da 3º ação por violência doméstica. Por Nathalí

2 – Presidente pretende agradar a Faria Lima

3 – “Vacinas são solução para prevenção da doença”, diz Papa Francisco

Malafaia atacou a Globo e chamou vacinação de crianças de infanticídio

O líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo disse que editorial do Jornal Nacional defendendo vacinação era um “ataque translocado contra Bolsonaro” e uma resposta ao corte de publicidade na emissora.

O pastor ainda afirmou que “não existe nenhum risco grave de crianças morrendo”. No entanto, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, 311 crianças foram vítimas da Covid-19 no país desde o início da pandemia.

A Pfizer enviará as doses pediátricas ao Brasil nos próximos dias, que devem ser de 30 milhões até o fim desse semestre, o necessário para vacinar a faixa etária. O Butantan também tenta aprovação com a Anvisa para iniciar aplicação nas crianças.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.