URGENTE – Deputada Flordelis é cassada por 437 votos a 7

flordelis
Flordelis é acusada de ter matado o marido em 2019. Agência Brasil

O plenário da Câmara dos Deputados acaba de aprovar, nesta quarta (11), por 437 votos a 7, a cassação do mandato de Flordelis (PSD-RJ). Cassação exigia no mínimo 257 votos a favor – maioria absoluta dos deputados. A decisão já vale a partir de hoje.

Flordelis é ré na 3ª Vara Criminal de Niterói desde agosto de 2020, Ela foi denunciada por ser mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo. Crime ocorrido há mais de dois anos, em junho de 2019.

LEIA MAIS:

1 – Voto impresso é barrado na Câmara e Bolsonaro tem pior derrota 

2 – Câmara aprova texto-base de MP que retira direitos trabalhistas

Como Flordelis foi cassada?

Conselho de Ética recomendou a cassação no começo de junho deste ano, por 16 x 1.

Nessa ocasião, apenas o bolsonarista Márcio Labre (PSL-RJ) votou contra. No seu parecer, o deputado Alexandre Leite (DEM-SP) afirmou que Flordelis é a única pessoa do caso “que detinha as condições materiais para financiar a compra da arma de fogo [usada no crime]”.

“Mais grave, a REPRESENTADA se utiliza de seu cargo para deliberadamente tentar subjugar seus filhos, notadamente SIMONE, LUCAS e MISAEL, utilizando o acesso da mídia que seu cargo lhe proporciona para, de toda forma, transferir a eles sua responsabilidade”, disse Leite.

A deputada recorreu à CCJ, mas foi derrotada de novo, em julho, por 47 x 0.

Quem votou contra

Saiba o nome dos deputados:

Leda Sadala (Avante)
Carlos Henrique Gaguim (DEM)
Dimas Fabiano (PP)
Fausto Pinato (PP)
Glauber Braga (PSOL)
Jorge Braz (republicanos)
Maria Rosas (republicanos)