VÍDEO: Mulheres encaram Talibãs e protestam por direitos em Cabul, no Afeganistão

Mulheres protestam contra o Talibã em Cabul.
Reprodução

Um vídeo que viralizou nesta terça-feira (17) mostra mulheres afegãs se manifestando contra o grupo extremista Talibã.

Elas foram às ruas de Cabul, capital do Afeganistão, para protestar pelo direito ao trabalho e à segurança.

Com o movimento fundamentalista no poder, as mulheres passam ser privadas de uma série de direitos.

O uso do véu islâmico passa a ser obrigatório no país e elas podem ser proibidas até mesmo de trabalhar.

Em julho, o Talibã ordenou que líderes religiosos das províncias de Badakhshan e Takhar fornecessem uma lista de meninas com mais de 15 anos e viúvas com menos de 45 para casamentos forçados com guerrilheiros.

A jornalista iraniana Masih Alinejad compartilhou o vídeo do protesto em suas redes e afirmou:

“Essas mulheres corajosas saíram às ruas de Cabul para protestar contra o Talibã. Eles simplesmente reivindicam seus direitos, o direito ao trabalho, o direito à educação e o direito à participação política. O direito a viver em uma sociedade segura. Espero que mais mulheres e homens se juntem a eles.”

Talibã tomou o palácio presidencial do Afeganistão

Um ex-funcionário de Ghani contou que o palácio presidencial está nas mãos do Talibã. A informação é do site Al Jazeera neste domingo (15).

O presidente afegão embarcou para Tajiquistão, que faz fronteira com o Afeganistão, segundo a agência Reuters. Abdul Sattar Mirzakwal, ministro do interior, relatou que estava havendo uma “transferência pacífica de poder”.

O Talibã assumiu o controle de Cabul após a retirada das tropas norte-americanas. Os soldados dos EUA estavam na capital afegã há duas décadas.

Leia também:

1 – Estupro e apoio do Paquistão: como surgiu o Talibã, segundo especialista

2 – Conselho da ONU irá se reunir para debater sobre Talibã

3 – Ao contrário do Vietnã, as imagens de Cabul só provocam desânimo. Por Luis Felipe Miguel

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!