VÍDEO – ‘Não sou cobaia”: negacionista toma vacina com cartaz chamando Eduardo Paes de ditador

Prefeito nega que tenha ido para Angra dos Reis Foto: Reprodução

Uma negacionista antivacina, provavelmente bolsonarista, se vacinou chamando o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, de “ditador”. O vídeo da vacinação foi gravado e está viralizando no Twitter com mais de 20 mil curtidas.

LEIA MAIS:

1 – DCM Ao Meio-Dia: 100 anos de Paulo Freire e as batalhas nas redes sociais

2 – O que se sabe sobre o caso “Casinha Games” com o governo Bolsonaro

Negacionista que ataca Paes

VÍDEO – ‘Não sou cobaia”: negacionista toma vacina com cartaz chamando Eduardo Paes de ditador. Foto: Reprodução/Twitter

Um internauta atento comentou o episódio:

Parabéns ao prefeito @eduardopaes pelo passe sanitário na Cidade Maravilhosa. Isso faz que pessoas anti-vacina se vacinem e ainda gravar esses vídeos maravilhosos pra alegrar nosso dia”.

Pois é. Acredite se quiser.

Padilha no DCM

O deputado federal Alexandre Padilha afirmou que Marcelo Queiroga pode ter cometido um crime ao suspender a vacinação de adolescentes contra a Covid-19.

O parlamentar explicou o seguinte:

Se o ministro da Saúde se baseou na bolsonarista Ana Paula do Vôlei para suspender vacina, ele pode ter cometido crime de improbidade administrativa.

O deputado apontou que a suspensão foi realizada porque o governo se negou a comprar a totalidade de vacinas ofertadas pela Pfizer, está se negando a comprar as vacinas do Butantan e mandou reduzir a quantidade de doses produzidas pela Fiocruz.

“O ideal é você dar uma dose de reforço com uma vacina diferente da dada na primeira e na segunda dose, que você tem uma resposta melhor. Qual a vacina que sobra para fazer isso? A Pfizer, que era a única autorizada para adolescente”, disse.

“O ministério da Saúde mandou cancelar a vacina para adolescente porque não tem vacina para dar o reforço para idosos e profissionais de saúde”, afirmou Padilha.