VÍDEO: Preso no Egito por assédio, médico bolsonarista chora e diz que “não suporta injustiça”

Após ser preso no Egito por assédio a uma mulher muçulmana, Victor Sorrentino gravou um vídeo chorando e dizendo que “não suporta injustiça”.

Segundo o médico bolsonarista, o filho não conseguiu dormir após a prisão e ele agora sente “culpa”.

“Eu não suporto injustiça, pessoas que não te conhecem falando de ti…”, reclamou ele.

Mesmo com toda a repercussão do vídeo, ele diz que tudo “já passou” e afirma:

Eu assumo tudo”.

Após a repercussão do vídeo inicial, no entanto, publicações antigas reapareceram e mostraram que o histórico do médio não é favorável.

Outro vídeo mostra que ele fez o mesmo com uma australiana que não entendia português, em 2014.

Ele também já fotografou mulheres numa praia, sem o consentimento delas, e publicou nas redes, chamando-as de “top model”.