VÍDEO: Soluçando, trocando as bolas, Bolsonaro tenta falar da apuração entre Dilma e Aécio

Bolsonaro volta em falar de fraude e diz que ela existiu na eleição de 2014, entre Dilma e Aécio. Foto: Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) insiste na história de “fraude nas urnas eletrônicas” e falou de qual episódio é a base das suas convicções nisso.

LEIA – Dossiê apresentado por Roberto Dias à CPI arrasta generais de Bolsonaro à corrupção das vacinas

Ele lembrou do segundo turno das eleições de 2014 entre Aécio Neves e Dilma Rousseff.

LEIA MAIS – #BolsonaroCagão: genocida vira piada nas redes 

“A fraude está no TSE (…). Em determinado momento da contagem dos votos, por 271 vezes consecutivas, isso dá quatro horas, apareceu Aécio ganhou e Dilma ganhou, até a curva dos dois candidatos se inverter”, disse Bolsonaro em uma explicação confusa.

“Isso é fraude! É fraude! É roubalheira”.

O advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho comentou:

“Eu juro por Deus que não entendi o ‘raciocínio'”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!