Vôlei, Rebeca brilha e medalhas: Como foi a madrugada dos Jogos Olímpicos

A madrugada dos Jogos Olímpicos foi muito movimentada para o Brasil, com direito a momentos icônicos, como as primeiras medalhas do país na competição e o brilho de Rebeca Andrade, da ginástica.

Logo no início do domingo (25), os brasileiros acompanharam um dos momentos mais esperados, a final do skate e que garantiu a primeira medalha para o Brasil, de prata. Kevin Hoefler subiu ao pódio e comemorou o primeiro resultado positivo do país.

Mas logo viria a segunda, já que Daniel Cargnin conquistou a medalha de bronze, na categoria até 66Kg e causou comoção nas redes sociais.

Mas as expectativas ao redor de Flávia Saraiva por sua apresentação no solo de ginástica acabou não sendo como o esperado. A atleta ia fazendo uma linda apresentação até cair já no fim e torcer o tornozelo, deixando a web triste por ela.

 

Flávia Saraiva chorando após cair

Já Rebeca Andrade enlouqueceu a internet ao ir para a final no solo e representar o país com uma apresentação ao som de Baile de Favela. A ginasta tem possibilidade de trazer mais uma medalha para o Brasil e irá disputar o ouro.

Já Tandara foi outra que chamou a atenção por causa da apresentação do time feminino de vôlei, na vitória por 3 sets a 0 contra a Coreia. A brasileira mostrou a força no braço e comandou o time canarinho em mais um triunfo nos Jogos Olímpicos.

E quem parecia ter a apresentação mais simples, decepcionou. O time de futebol masculino não saiu do empate contra Costa do Marfim. Bom lembrar que a seleção jogou com um a menos em boa parte da partida, mesmo assim, não garantiu a classificação antecipada.

Brasil ficou só no empate

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!