Alcolumbre revela a aliados quando pretende marcar a sabatina de Mendonça

Davi Alcolumbre novembro sabatina
Alcolumbre pode marcar a sabatina para ocorrer em novembro

Davi Alcolumbre (DEM) disse para aliados que a sabatina de André Mendonça deve ser pautada na última semana de novembro. O novo posicionamento do presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado ocorre após ele ameaçar segurar a análise até 2023. A informação é da CNN Brasil.

Segundo o canal, o senador bateu o martelo, porque acredita que Mendonça será rejeitado no plenário da Casa. O ex-advogado-geral da União precisa ter 41 votos no parlamento para poder ocupar uma cadeira do STF. O presidente da CCJ contou para interlocutores que o ex-ministro não tem o mínimo necessário.

Mendonça foi indicado por Bolsonaro há mais de três meses. O objetivo dele é ocupar a vaga deixada por Marco Aurélio Mello, que se aposentou neste ano. Porém, Alcolumbre nunca foi favorável pelo nome de André. E tem segurado a sabatina.

Apesar do senador ter indicado o fim de novembro, aliados de Mendonça pedem cautela. Isto porque ainda falta um mês para definição. Ou seja, tudo pode mudar no meio do caminho.

Leia mais:

1 – Maurício Souza não pretende se desculpar por homofobia e já tem um plano fora das quadras

2 – Bolsonarista Antonia Fontenelle detona Mario Frias: desqualificado e sem credibilidade

3 – Live das 5 – Zé Trovão se entrega; Barroso defende controlar ‘desinformação’ das lives de Bolsonaro

Pressão em cima de Alcolumbre continuará

Enquanto isso, a pressão em torno do caso deverá seguir. Líderes evangélicos querem a presença de André no STF custe o que custar. Bolsonaro também já avisou que, caso Mendonça seja rejeitado, indicará outro nome evangélico.

Até ministros do Supremo Tribunal estão incomodados com a demora. Muitos magistrados dizem que o funcionamento da Corte se encontra prejudicado por causa da pendência.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link