Alec Baldwin mata cinegrafista acidentalmente durante gravação de novo filme

Alec Baldwin
Alec Baldwin – Foto: Evan Agostini/Invision/AP

Halyna Hutchins, 42 anos, cinegrafista da equipe do filme “Rust”, de Alec Baldwin, morreu nesta quinta-feira (21) por causa de um acidente envolvendo tiros durante as gravações nos EUA. O diretor de fotografia Joel Souza, também com 42 anos, foi ferido e está sendo atendido em uma unidade de emergência de um hospital.

De acordo com o site especializado Deadline, o departamento do xerife da cidade de Santa Fé, no estado americano do Novo México, confirmou que o próprio Alec Baldwin teria disparado “acidentalmente” a arma que matou a Halyna.

Hutchins, 42, foi transportado de helicóptero para o Hospital da Universidade do Novo México em Albuquerque, onde morreu. Ninguém foi preso no incidente e nenhuma acusação foi apresentada, disse o departamento do xerife. Os detetives estavam entrevistando testemunhas e o incidente permanece sob uma investigação “aberta e ativa”.

Leia também:

1; Aliados pedem para Guedes “manter princípios” e deixar governo Bolsonaro

2; VÍDEO; Com medo, Allan dos Santos impõe condição para se entregar à polícia

3; VÍDEO; Bolsonaro avisa; combustível vai subir de novo

Nota sobre o caso de Alec Baldwin

“O escritório do xerife do condado de Santa Fé confirma que dois indivíduos foram baleados durante as filmagens de uma cena no set de faroeste do filme ‘Rust’”, disse o escritório em um comunicado.  Com informações da Variety.

“De acordo com os investigadores, parece que a cena que está sendo filmada envolveu o uso de uma arma de adereço no momento do disparo. Os detetives estão investigando como e que tipo de projétil foi disparado”.