Mendonça tem maioria na CCJ para indicação ao STF

André Mendonça Senadores
Senadores calculam quantos votos André Mendonça possui no Congresso

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) do Senado Federal já tem maioria para aprovar a indicação de André Mendonça. O ex-advogado-geral da União foi indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo levantamento do Globo, o ex-ministro de Bolsonaro tem ao menos 15 dos 27 votos necessários do colegiado. Apenas um é contrário e 11 estão indecisos e preferiram não responder.

A sabatina deve ocorrer na próxima semana, seguida pela apreciação no mesmo dia. A aprovação se dá por maioria simples dos votos. O placar final é incerto pois pode haver traições.

Apesar da indefinição sobre o cenário, a sondagem dos senadores da comissão aponta mudança positiva para Mendonça. Em agosto, 13 senadores afirmaram que votariam pela aprovação dele.

Leia mais:

1 – Lira recuou de aposentadoria de ministros do STF após ameaça

2 – General Heleno é denunciado para a PGR após acusações de Sara Winter

3 – Interpol segura inclusão de bolsonaristas na lista de procurados

Alcolumbre marcou sabatina de Mendonça

Davi Alcolumbre, presidente da CCJ, confirmou que a sabatina do ex-AGU ocorre na próxima semana. Ele não marcou a data, mas afirmou que pretende sabatinar 10 indicados a cargos, entre eles Mendonça. As votações ocorrem entre 30 de novembro e 2 de dezembro.

A indicação de Mendonça já tem 8 pedidos de relatoria, que deve ser decidida em reunião na próxima semana.

A indicação de André Mendonça foi marcada há mais de quatro meses. O presidente oficializou seu nome em 13 de julho, um dia depois da aposentadoria de Marco Aurélio Mello. Desde então, Alcolumbre tem travado a votação e causou guerra com o Executivo.

 

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link