VÍDEO – Em frente ao STF, grupo pede a Bolsonaro para “usar pólvora” contra “dez ministros”

Em frente ao STF, grupo pede a Bolsonaro para “usar pólvora” contra “dez ministros”. Foto: Reprodução/YouTube

Um grupo de bolsonaristas golpistas ameaça os 10 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), na onda dos protestos antidemocráticos de 7 de setembro de 2021.

LEIA MAIS:

1 – “Precisamos tirar o genocida do poder”, escreve Hildegard, hospitalizada com máscara de oxigênio

2 – Kakay: “7 de setembro é um divisor de águas. Eles são perversos e não devemos enfrentá-los no campo deles”

Ameaça ao STF

Em frente ao STF, grupo pede a Bolsonaro para “usar pólvora” contra “dez ministros”. Foto: Reprodução/YouTube

O grupo diz que Bolsonaro deveria “usar pólvora” contra “dez ministros” da Suprema Corte.

É uma ameaça direta.

Veja o vídeo.

Supremo e Centrão mandam recados

Integrantes da Corte já enviaram recados ao mandatário e aos presidentes da Câmara e do Senado de que o avanço das negociações em busca de uma saída para o rombo dos precatórios, o que viabilizaria a reformulação do Bolsa Família, só deve ocorrer se o chefe do Executivo cessar os ataques ao tribunal.

Líderes de siglas do Centrão que hoje dão sustentação a Bolsonaro no Legislativo passaram a ver o desembarque do governo no ano que vem quase como inevitável se não houver uma mudança de comportamento do presidente.

Cálculo da cúpula dos partidos aliados é pragmático e eleitoral. Bolsonaro já não está bem nas pesquisas e apresenta popularidade em queda.

A ideia das siglas não seria sair já, até porque as legendas que compõem o Centrão, como PP, PL, Republicanos, entre outrostêm cargos na máquina federal e prioridade na liberação de emendas. Os dois primeiros, inclusive, ocupam postos no Palácio do Planalto. Mas a perspectiva desses dirigentes é de abandonar o governo com a proximidade da eleição, caso o clima beligerante e a crise econômica continuem.