Aras não quer indiciar Bolsonaro por um motivo específico

Aras
Aras é o único que pode dar prosseguimento as investigações contra Bolsonaro

Augusto Aras não tem a menor intenção de indiciar Bolsonaro. O PGR sabe quais os crimes atribuídos pelo relatório da CPI da Covid contra o presidente. Parlamentares e aliados do chefe do executivo acreditam que o caso não será levado para frente. Pelo menos por enquanto.

Conforme apurou o DCM, pessoas próximas ao governante brasileiro não estão preocupados com o relatório. Na opinião deles, Aras ainda tem um sentimento de esperança em ser indicado ao STF. Isto porque André Mendonça continua sendo rejeitado por boa parte dos Senadores. E, principalmente, por Alcolumbre, presidente da CCJ da Casa.

Parlamentares também acreditam que o PGR sonha com a vaga no Supremo Tribunal. Por isso não terá nenhuma atitude que elimine definitivamente essa chance. “Se o relatório da CPI for pra frente, ele perde as chances de ir para o STF”, falou um senador em anonimato.

Leia mais:

1 – Huck é “pessoa diferenciada, especial” e poderia “tirar o Brasil da polarização irracional”, diz o filho de Míriam Leitão

2 – DCM Ao Meio-Dia: Sem genocídio, Braga Neto e Guedes, relatório da CPI da Pandemia vai à votação

3 – Live das 5 – Zé Trovão se entrega; Barroso defende controlar ‘desinformação’ das lives de Bolsonaro

Interlocutores de Aras negam que o PGR vai ignorar a CPI

Já o outro lado nega que Aras terá esse tipo de comportamento. Dizem que ele vai avaliar atentamente cada ponto do relatório da CPI. Porém, deixam claro que os indiciamentos contra Bolsonaro já foram apresentados em outras ocasiões. Algumas foram arquivas. Outras fazem parte dos inquéritos que estão nas mãos do STF.

Só que ele tem grande preocupação em sofrer um pedido de impeachment. Senadores já estudam essa possibilidade, caso o PGR não leve o tema para frente.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link