Band detona Marcelo Queiroga: “Porta-voz do negacionismo”

Marcelo Queiroga Band
Marcelo Queiroga foi criticado pela Band

O Jornal da Band criticou o Ministro da Saúde. Isto porque o governo Bolsonaro resolveu não seguir a recomendação da Anvisa de exigência de passaporte vacinal para estrangeiros que querem entrar no Brasil. E Marcelo Queiroga chegou a dizer que “é melhor perder a vida do que perder a liberdade”.

Tal comportamento da gestão bolsonarista incomodou a Band. O jornalista Eduardo Oinegue disse que Queiroga é “porta-voz do negacionismo. E ainda comentou sobre o passaporte vacinal.

“Essa é a medida de segurança mais adequada. E a mais usada no mundo. Tomou vacina, entra. Não tomou vacina, não entra. É simples assim. Aí vem o ministro da Saúde e dá uma entrevista confusa…”, relatou o âncora.

“Pra piorar, o ministro, que deveria ser o porta-voz da ciência dentro do governo, resolveu ser o porta-voz do negacionismo para a sociedade”, acrescentou.

Leia mais:

1 – Documentos indicam que ex de Bolsonaro participou da lavagem de dinheiro na rachadinha de Carlos

2 – CCJ aprova perdão para partidos que descumpriram o mínimo de verba eleitoral para mulheres

3 – Dilma se solidariza com vereadores da Bancada Negra ameaçados de morte: “Cadeia para os racistas”

Band e sua postura contra o presidente Bolsonaro

No começo do governo Bolsonaro, a emissora do Morumbi foi acusada de defender o bolsonarismo. Porém, nos últimos meses, isso vem mudando. Neto, Datena, Cátia Fonseca e o Jornal da Band têm feito críticas com frequência contra o presidente da República.

Atualmente, o apresentador do Brasil Urgente é pré-candidato ao Senado e garantiu que apoiará João Doria e Rodrigo Pacheco em 2022. Neto comentou no seu canal no YouTube que gosta de Guilherme Boulos, pré-candidato ao governo de SP. E deixou claro que não votará no atual presidente.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.