Deputado que vota com o governo conta ao DCM por que Bolsonaro é carta fora do baralho em 2022

Bolsonaro em live
Bolsonaro em live – Foto: Reprodução

Acredite se quiser: Bolsonaro tem hoje aproximadamente 200 deputados na sua base na câmara. Destes, quase 150 vão abandonar o mandatário em 2022 e correr para o ‘colo de Lula’.

Quem contou ao DCM foi um parlamentar do Maranhão que vota com o governo, mas não é do núcleo duro do presidente.

O governo, na visão do parlamentar, é um misto de inépcia com descaso.

Nada funciona, niguém se entende, o presidente não cumpre acordos elementares com sua base de apoio.

Me veio à cabeça o nome do ministro Tarcísio.

– Mas e o ministro Tarcísio, o superman deputado, nada?

Ele deu risada e mandou conhecer as sete estradas federais do Maranhão.

Leia Mais; 

1. Por que Alckmin ainda não escolheu um partido para disputar o governo de SP

2. Bolsonaro diz que não vai “melar” eleições e que “chance de golpe é zero”

3. TJ do Rio quebra sigilo telefônico de 11 ex-assessores de Carluxo

– Mas ali tem Flávio Dino, insisti.

Ele continuou rindo.

Embaraços com as Emendas

A inépcia do governo é tanta que a única coisa que tem de bom para oferecer Bolsonaro não consegue entregar: exceto os tubarões do primeiro escalão do Congresso, é raro um deputado conseguir executar até emendas impositivas em todas as áreas, especialmente na de infraestrutura.

Motivo: não tem planejamento, não tem projeto, não tem nada. Por isso os empenhos não são executados e o parlamentar fica na mão

O Executivo só passa vergonha com os órgãos de regulação.

Se engana quem imagina que a vida de um parlamentar é fácil. Ser cobrado nas ruas é para quem tem nervos de aço.

O povo é sábio e o deputado é aquele com quem de vez enquando consegue encontrar.

As cobranças são duras e a resposta vem sempre nas urnas: fica ou pega a viola, enfia no saco e volta para casa.

Essa segunda opção é a que ninguém quer. Então o melhor neste momento é manter uma distância tática para correr para o ‘colo de Lulinha’ ano que vem.

E finalizando: esse quadro vai se desenhar mesmo porque Bolsonaro não vai mudar nada. É daqui pra pior.