Sabadão do DCM: Canalha sem limite, Bolsonaro espalha fake news de que vacinados desenvolvem AIDS

Sabadão do DCM
Canalha sem limite, Bolsonaro espalha fake news de que vacinados desenvolvem AIDS – Thumb/DCM

Bolsonaro é o assunto. AO VIVO. Kiko Nogueira analisa as principais notícias e conversa com os jornalistas Vinícius Segalla e Miro Borges.

Leia também:

1- Desigualdade de renda no Brasil despencou de forma ininterrupta entre 2002 e 2015, aponta estudo

2- Mãe de Dallagnol o avisou que “embaixo da banheira tem dólares guardados”

3- VÍDEO: Homem usa jacaré como arma em briga na praia do RJ

Bolsonaro x Fake News

Em live nesta quinta (21), Jair Bolsonaro resolveu espalhar mais uma mentira sobre vacinação contra Covid-19. Se inspirando em site conspiracionista, o presidente disse que pessoas imunizadas com 2 doses estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (AIDS) muito mais rápido do que o previsto.

O Departamento de Saúde e Assistência Social do Reino Unido afirma que a publicação é de um site que propaga ‘fake news’ e teorias da conspiração e diz que a história não é verdadeira.

Zahraa Vindhani, oficial de comunicações da Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido, também afirma que “as vacinas contra a Covid-19 não causam Aids”. “A Aids é causada pelo HIV.”

O autor da mensagem falsa insiste na tese de que a queda da eficácia da vacina se deve a uma queda da imunidade porque o seu sistema imune está se deteriorando pelas vacinas. “Não faz nenhum sentido”, diz Letícia Sarturi,  professora titular na Universidade Paulista.

Ela explica: “Primeiro porque a queda da imunidade com o decorrer do tempo é natural. Isso vai acontecer, não só para vacina de Covid, mas para qualquer vacina, para qualquer tipo de imunidade contra infecção”

Confira a live abaixo: