Bolsonaro prepara reforma ministerial com saídas de Marcelo Queiroga e Onyx

Bolsonaro mudança ministérios
Ministros de Bolsonaro vão sair em peso do governo

Bolsonaro e sua equipe estão trabalhando para fazer uma grande reforma ministerial até março do ano que vem. Isto porque muitos ministros vão ter que se afastar dos seus cargos para disputar as eleições de 2022. O presidente quer ter palanque em todos os estados brasileiros.

Conforme apurou o DCM, Marcelo Queiroga deverá sair do Ministério da Saúde e disputar o governo da Paraíba. Onyx Lorenzoni deixou o Ministério do Trabalho, mas continua mandando e desmandando na pasta. Ele se afastará em definitivo em março para concorrer no Rio Grande do Sul ao cargo de governador.

Outro nome que é dado como certo fora do governo em 2022 é Fábio Faria. O genro de Silvio Santos trabalha para ser vice de Bolsonaro. Porém, caso seu nome não seja aceito, ele disputará novamente uma vaga de deputado federal pelo Rio Grande do Norte.

Ministra-chefe da Secretaria de Governo do Brasil, Flávia Arruda tentará ser reeleita como deputada federal pelo Distrito Federal. Rogério Marinho e Marcos Pontes são outros dois ministros que buscarão uma cadeira na Câmara.

Leia mais:

1 – Aliado de Kast diz que estupradores de “mulheres feias” merecem “medalha”

2 – 558 mil famílias que vivem na miséria estão de fora do Auxílio Brasil

3 – Discurso de direita de Moro ofusca Ciro e aliados cogitam abandonar líder do PDT

Bolsonaro perderá mais ministros em 2022

João Roma já avisou aos seus aliados que deixará o Ministério da Cidadania no ano que vem. Seu principal objetivo é concorrer ao governo da Bahia. Mas tem enfrentado a resistência de ACM Neto. Por conta disso, o ministro não descarta tentar uma vaga no Senado.

Quem também quer uma cadeira no Senado é Tereza Cristina, ministra da Agricultura. Ela afirmou que concorrerá ao cargo por Mato Grosso do Sul. Tarcísio Freitas quer o mesmo cargo, mas por Goiás. Porém, Bolsonaro tenta convencê-lo a ser candidato ao governo de São Paulo.

Gilson Machado abandonará o Ministério do Turismo em março e iniciará sua pré-candidatura ao governo de Pernambuco. Ainda há pessoas de secretárias e diretorias que vão concorrer, tendo como maior exemplo Mário Frias.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link