“Quando o Ciro gostar dele mesmo, ele vai ver tudo melhorar”, diz Lula

Veja o Lula
Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Reprodução/YouTube

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou dos ataques de ódio dados por Ciro Gomes nesta sexta (8) em uma coletiva de imprensa em Brasília. Comentou as vaias que Ciro sofreu na manifestação pelo impeachment de Jair Bolsonaro em São Paulo.

LEIA MAIS:

1 – Nobel da Paz premiou o jornalismo de combate. Por Moisés Mendes

2 – DCM Ao Meio-Dia: Inflação volta a assombrar os brasileiros; Marília Arraes, Tabata Amaral e os absorventes

3 – Onde está Damares quando Bolsonaro nega absorventes às mulheres? Por Nathalí

O maior problema do Ciro é o Ciro, diz Lula

“Você em algum momento me viu criticar o Ciro Gomes?”, perguntou Lula ao jornalista do El País.

“Não faço [críticas a ele]. Eu acho normal [que ele me critique]. Se ele quiser disputar as eleições para ganhar, ele tem que criticar o Bolsonaro e criticar a mim porque senão ele não vai a lugar nenhum”.

Veja o Lula
Lula na indústria. Foto: Ricardo Stuckert

“Pode ficar certo que eu não vou, durante todo o processo de campanha, responder às ilações que o Ciro faz com relação a mim. O Ciro foi meu parceiro, me ajudou a governar. Se ele está falando o que está falando é porque ele acha que vai dar voto pra ele. Eu não vou responder”, completou.

E sentenciou: “É a quarta vez que ele disputa. O maior problema do Ciro é ele mesmo. Quando o Ciro gostar dele mesmo, ele vai ver tudo melhorar”

“Gente, só não foi vaiado neste país quem não subiu em palanque. Nós temos que gostar das vaias da mesma forma que a gente gosta dos aplausos. Você não pode fazer disso uma profissão de fé. Isso é democrático também”, disse Lula sobre as vaias.

E finalizou: “O Ciro deve saber o que falou para mexer com aquelas pessoas. Ele deve ter falado algo que as pessoas não gostaram”.

Você pode conferir a fala de Lula no minuto 1:10:00 do discurso.