Covid-19 pode ficar mais de 70 dias no organismo, aponta estudo

Pesquisadores da USP analisaram casos em que, mesmo com o fim dos sintomas, os pacientes seguiram por meses com teste positivo

Foto de pessoa sendo testada para Covid-19
Foto: Reproduçãodesign-sem-nome-13.png

Pesquisadores da Plataforma Científica Pasteur-USP (PCPU) realizaram um estudo com um grupo de 38 pacientes acompanhados semanalmente, no início da pandemia. Ele mostrou que a Covid-19 pode ficar mais de 70 dias no organismo.

O estudo, apoiado pela Fapesp e publicado na revista Frontiers in Medicine, é um alerta sobre o risco de liberar pacientes com Covid-19 após sete, dez ou mesmo 14 dias do teste positivo, como previam os protocolos iniciais de combate à Covid-19. Além disso, reforça a necessidade da vacinação e de manter o distanciamento social e o uso de máscara.

“Dos 38 casos que acompanhamos, dois homens e uma mulher foram atípicos, permanecendo mais de 70 dias com o vírus detectável no organismo. Baseados nesse resultado, podemos dizer que cerca de 8% dos infectados pelo Sars-COV-2 podem apresentar capacidade de transmissão do vírus por mais de dois meses, sem necessariamente apresentar qualquer sintoma durante a fase final da infecção”, explica Marielton dos Passos Cunha, primeiro autor do estudo.

Leia também:

1; Grupo de advogados Prerrogativas quer Sergio Moro preso

2; Moro diz que topa debater com Lula “a qualquer hora”

3; Entrevistas de Moro são comemoradas por Bolsonaro; “Muito ruins”

Estudo mostrou que Covid-19 pode ser espalhada por mais de sete meses

Um homem de 38 anos, que apresentou durante 20 dias sintomas leves de Covid-19, permaneceu por 232 dias com o novo coronavírus sendo detectado no organismo e sofrendo mutações. Se não tivesse recebido acompanhamento médico constante, mantido distanciamento social e usado máscara, poderia ter disseminado o patógeno por mais de sete meses.

“Queríamos saber se 14 dias eram realmente suficientes para que o vírus deixasse de ser detectável. Verificamos que não. Em média, pode demorar um mês para que o teste dê negativo. Em alguns casos desse estudo, a positividade se estendeu de 71 a 232 dias”, conta Paola Minoprio, uma das coordenadoras da PCPU e líder do estudo.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.