Relatório final da CPI da Covid é aprovado e atribui nove crimes a Bolsonaro

CPI da Covid relatório aprovado
CPI da Covid aprovou o relatório final

Foi aprovado por 7 votos a 4, nesta terça (26), o relatório final da CPI da Covid. Com a aprovação, a comissão conclui os seis meses de trabalhos que atribui nove crimes ao presidente Bolsonaro. Também foi pedido o indiciamento de 78 pessoas e duas empresas.

O documento tem 1.289 mil páginas. A aprovação se deu depois de sete horas de discussão, com dois intervalos. Parlamentares da base fizeram diversas contestações e tentaram tumultuar. Mas, no fim, a estratégia não funcionou muito bem.

Depois do resultado ser anunciado, Omar Aziz seguiu a sugestão dada pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). Foi determinado um minuto de silêncio pelas vítimas da Covid.

Além de Bolsonaro, foram indiciados ministros, ex-ministros, três filhos do presidente, deputados federais, médicos, empresário e o governador Wilson Lima. A Precisa Medicamentos e a VTCLog também foram responsabilizadas pelo texto final.

Leia também:

1 – Bolsonarista Antonia Fontenelle detona Mario Frias: desqualificado e sem credibilidade

2 – Governo Bolsonaro confirma fim do Auxílio Emergencial e prejudica 22 milhões de brasileiros

3 – Maurício Souza não pretende se desculpar por homofobia e já tem um plano fora das quadras

O que vai acontecer com o relatório da CPI da Covid a partir de agora?

Os senadores agora vão dar os próximos passos em relação ao relatório da CPI da Covid. O primeiro ato é entregar o documento ao procurador-geral da República, Augusto Aras. O evento deverá ocorrer neta quarta-feira (27).

Nos próximos dias, os parlamentares têm um encontro com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). O deputado também receberá o relatório em mãos para poder analisar cada ponto. O texto ainda será encaminhado para o parecer ao Tribunal Penal Internacional.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link