Delator do ‘Bolsolão’ vai tentar o Senado e quer Sergio Moro presidente

Waldir quer apoiar Sergio Moro

O DCM conversou com o delegado Waldir na manhã desta quinta, 25.

Ele estava em trânsito, indo de Goiânia para o interior do estado. Waldir é o deputado do PSL-GO que denunciou o ‘Bolsolão’ na semana passada.

Contou como funcionou o toma lá dá cá na Câmara para a eleição do presidente Arthur Lira, aliado de Bolsonaro.

LEIA mais: 

1. Interpol segura inclusão de bolsonaristas na lista de procurados

2. Mendonça tem maioria na CCJ para indicação ao STF

3. Delegado Waldir disse que ia “implodir” Bolsonaro em reunião do PSL

Segundo Waldir relatou ao portal The Intercept, o esquema de compra de votos se deu a partir de distribuição de emendas do orçamento secreto do governo – o termo secreto se justifica porque o nome do parlamentar beneficiado não aparece oficialmente.

Cada parlamentar, segundo ele, recebeu R$ 10 milhões.

O esquema revelado por Waldir mostra que o orçamento do governo saiu dos ministérios para atender negociatas com parlamentares em troca de apoio no Congresso – junto a eleição de Lira, a reforma da Previdência, que praticamente acabou com o direito de aposentadoria, entregando o filão do negócio aos bancos, também rendeu negociações na casa dos R$ 10 milhões.

O esquema do ‘Bolsolão’ já existia – já há parecer contrário do STF sobre a prática -, mas esta é a primeira vez que um deputado admite abertamente ter negociado o seu voto.

Waldir é líder do PSL na Câmara, bolsonarista de carteirinha, mas não é a primeira vez que solta uma informação explosiva envolvendo o presidente. No início do mandato, na briga entre o PSL e os bolsonaristas, chamou o mandatário e “vagabundo” e ameaçou implodir o governo.

 

Moro é o líder de plantão

A vida seguiu e Waldir continuou votando com o governo.

Agora ele está propenso a apoiar Sergio Moro, que se filiou ao Podemos.

“É um excelente nome da direita”, disse ao DCM nesta manhã.

Waldir é o inventor do gesto da “arminha”, copiado e que acabou virando marca registrada de Bolsonaro.

Ele contou que não vai tentar a reeleição na Câmara: quer se eleger senador por Goiás em 2022.

É conhecido em Goiânia como bom marqueteiro. É também conhecido por ser destemido.

Não duvide que a denúncia do ‘Bolsolão’ possa ser um sinal de que o deputado tem bala na agulha para ‘implodir’ o mandatário em caso de necessidade em favor de Moro, seu líder preferido de plantão.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link