Veja dossiê entregue à CPI que pede indiciamento de Bolsonaro por genocídio negro

Entidade pede que CPI indicie Bolsonaro por genocídio negro
Renan Calheiros em reunião com a Coalizão Negra por Direitos. Foto: Divulgação

A Coalizão Negra por Direitos entregou um dossiê a Renan Calheiros, relator da CPI, pedindo o indiciamento de Jair Bolsonaro por genocídio negro. O documento argumenta que “a população negra foi a mais impactada pelas consequências sociais” da pandemia e afirma: “A gestão negligente e criminosa da pandemia foi um dos instrumentos mais eficazes no processo de genocídio negro em curso ao qual está submetida a população negra brasileira”.

A entidade cita período em que a letalidade da doença em pessoas negros era de 5 para 1. “A cada pessoa branca morta pela pandemia, morriam 5 pessoas negras”, diz o dossiê, citando matéria da Agência Pública. Também menciona pesquisa da PUC-Rio que concluiu que dos mortos pela doença, 55% eram negros e 38% brancos.

“A pandemia causada pelo vírus da COVID-19, ou melhor, a gestão da pandemia pode ser considerada como o instrumento mais eficaz de genocídio da população negra e pobre no Brasil deste século”, prossegue a coalizão. Argumenta que “negligência e violência institucionais” tem causado “práticas que violam os direitos humanos à saúde, à alimentação, à segurança e integridade pessoal do povo preto”.

O dossiê, que tem 34 páginas, foi entregue ao relator da CPI da Covid na última semana. Segundo Sheila Carvalho, advogada da coalizão, o senador foi “muito receptivo”.

Leia também:

1 – Jogador de vôlei bolsonarista reclama de Superman bissexual e Douglas Souza rebate: “Vai ter beijo, sim”

2 – Após nova crítica de Tandara a transexuais no vôlei, Tifanny diz que ela “errou nas palavras”

3 – Colunista da Folha admite que entre Lula e Bolsonaro não há “escolha difícil”

Veja o dossiê entregue à CPI que pede indiciamento de Bolsonaro por genocídio negro: