Essencial do DCM: Advogada Bruna Morato é exemplo de coragem e precisa ser protegida das milícias bolsonaristas

Advogada Bruna Morato é exemplo de coragem e precisa ser protegida das milícias bolsonaristas – Thumb/DCM

Bruna Morato é o assunto. AO VIVO. Kiko Nogueira analisa as principais notícias e conversa com o cientista político Rudá Ricci.

Leia também

1- Kennedy Alencar pede Braga Netto na CPI: “Será desmoralizante não ouvir”

2- CPI quer Guedes depondo por possível envolvimento da Prevent Senior com gabinete paralelo

3- Mario Frias e ministro do Turismo brigam em reunião com Bolsonaro

Bruna Morato por Moisés Mendes

O depoimento da advogada Bruna Morato, na CPI do Genocídio, nesta terça (28), expõe os crimes dos experimentos macabros da Prevent e mostra como a clínica agia em articulação com o governo.

O que nos conforta e nos fortalece é o seu exemplo inspirador.

Bruna Morato está enfrentando com destemor o poder econômico e o fascismo político.

É um exemplo aos que se encolhem diante do avanço do bolsonarismo e das ameaças dos que tentam calar médicos, jornalistas, advogados, servidores públicos, promotores, juízes e militantes da democracia.

O momento é de bravura, não é de acovardamento.

O fascismo cresce e avança à sombra dos medos, das desculpas e das omissões.

É uma mulher, é uma advogada enfrentando com valentia os machos ameaçadores da extrema direita nazista e genocida.

É o mais importante e chocante depoimento na CPI do Genocídio, porque detalha a ação do governo como patrocinador dos ‘experimentos’ com a cloroquina ministrada a idosos.

A advogada está mostrando como o bolsonarismo criou o seu campo de concentração para matar e esconder as causas das mortes.

Parabéns, doutora Bruna Morato.

Confira a live do DCM abaixo: