Autor do perfil Sleeping Giants Brasil: “Cansei de ver fake news vencer a batalha”

Publicado em 23 Maio, 2020 1:04 pm

Página principal do perfil do Twitter Sleeping Giants Brasil
Imagem: Reprodução/Twitter @slpng_giants_pt

De Helton Simões Gomes no site Tilt do UOL.

Com quatro dias de vida, o perfil Sleeping Giants Brasil, do Twitter, conseguiu atingir em cheio um dos principais sites de fake news do Brasil, o “Jornal da Cidade Online”. A tática dele não é checar o que é mentira nas publicações, mas atingir onde dói: o bolso. “Vai continuar a financiar a propagação de notícias falsas?”, pergunta. Ao expor publicamente as empresas que anunciaram em páginas assim, fez mais de 20 pularem fora.

Em entrevista exclusiva a Tilt, o criador do perfil, inspirado no Sleeping Giants dos Estados Unidos, explica: “Estava cansado de sempre ver notícias falsas ganharem a batalha”. Ele diz que o foco agora é o “Jornal da Cidade Online”, mas uma centena de novos alvos está na mira.

(…)

Tilt – Por que você decidiu fazer a exposição de empresas que anunciam em sites que propagam fake news?
Sleeping Giants Brasil – 
Porque estava cansado de sempre ver as notícias falsas ganharem a batalha e acredito que, infelizmente, elas acabaram interferindo na eleição de 2018.

Tilt – Você tem alguma conexão com o Sleeping Giants dos EUA ou usou o nome só como inspiração?
Sleeping Giants Brasil – 
Temos sim. Eles ficaram um pouco assustados no início com tudo o que os brasileiros estão fazendo, mas já perceberam a importância do movimento no país. Eles nos oficializaram no segundo dia e acabaram de postar que estão impressionados com o nosso crescimento.

Tilt – Você diz focar sites que distribuem fake news e ideias extremistas. Mas até agora só há menções a um site, mais alinhado à direita. Não há sites de esquerda que podem ser expostos?
Sleeping Giants Brasil – 
Infelizmente, preciso dizer que atualmente não focamos sites e, sim, apenas um, que foi o que mais espalhou fake news durante as últimas eleições. A verdade não tem lado. A mentira está em todo o lugar e estamos aqui para combatê-la mesmo que isso doa. A matéria do fact checking Aos Fatos, na qual nos baseamos para escolher o foco, traz as principais disseminações durante as eleições, e lá estão presentes mentiras dos dois “lados da moeda”. Mas a fake news é muito mais forte e propagada pela extrema direita. Isso está claro também na matéria através da comparação dos dados e provavelmente a CPMI da fake news irá comprovar isso.

(…)

LEIA TAMBÉM –“Mexemos com pessoas perigosas”: Sleeping Giants Brasil fala ao DCM. Por Pedro Zambarda 

Banco do Brasil retoma publicidade em jornal propagador de fake news pró-Bolsonaro

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!