Bolsonarista que atirou fogos no STF é preso; Renan Sena é o mesmo que agrediu enfermeiras

Publicado em 14 junho, 2020 6:15 pm
Renan Sena Silva foi preso

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu, neste domingo (14/6), o ativista acusado de atirar fogos em direção ao Supremo Tribunal Federal (STF) e xingar o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), na noite deste sábado (13/6).

O homem, identificado como Renan Silva Sena, foi detido por policiais à paisana no Setor de Indústrias Gráficas (SIG). Um vídeo gravado pela equipe do Correio Braziliense mostra a ação da polícia.

Na filmagem, os agentes surgem em um carro descaracterizado e abordam o sujeito. Renan estava acompanhado de um grupo de bolsonaristas e um dele sai correndo atrás do veículo.

O restante dos membros tenta impedir a ação da polícia. Um deles segura na porta dianteira.

Rena Sena Silva é o fascista que atacou enfermeiras que faziam um protesto em Brasília por melhores condições de trabalho em maio.

Ele havia sido identificado pelo DCM como o agressor das profissionais de saúde e da ciclista Sabrina Nery, que tentou defendê-las.

O sujeito foi funcionário terceirizado do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, de Damares Alves.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!