Que beleza: assessor usa jato da FAB para voo exclusivo à Índia e é afastado por Bolsonaro

Publicado em 28 janeiro, 2020 11:12 am
O presidente Jair Bolsonar cumprimenta o ministro-chefe da Casa Civil em exercício, Vicente Santini, ao chegar em Nova Delhi na Índia — Foto: Divulgação/ Presidência da República/Alan Santos

De Talita Fernandes na Folha de S.Paulo.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (28) que o secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, será destituído do cargo após usar um jato da FAB (Força Aérea Brasileira) para viajar à Índia.

“Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx [Lorenzoni]. Destituído por mim. Vou conversar com Onyx para decidir quais outras medidas podem ser tomadas contra ele. É inadmissível o que aconteceu, ponto final”, afirmou o presidente nesta terça-feira (28), ao chegar ao Palácio da Alvorada após viagem à Índia. 

Bolsonaro ficou irritado com o fato de Santini ter usado um jato da FAB com apenas três passageiros para voar de Davos, onde participava do Fórum Econômico Mundial, para Déli, para acompanhar a viagem presidencial.

A viagem dele em voo da FAB foi divulgada pelo jornal O Globo. Segundo o jornal, Santini seguiu de Davos (Suíça) para a Índia num voo da FAB com apenas mais duas assessoras. O secretário estava representando o titular da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que está em férias. 

(…)

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!