Apoie o DCM

VÍDEO: “Tem que todo mundo comprar fuzil”, diz Bolsonaro para o gado

Bolsonaro reforça discurso armamentista com apoiadores. Imagem: Reprodução

Em conversa com apoiadores nesta sexta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o armamento da população.

No cercadinho, em Brasília, ele disse “tem que todo mundo comprar fuzil”. Assista no vídeo ao final da página.

Leia mais:

1. VÍDEO: presidente ameaça “botar um ponto final” no “câncer” do TSE

2. Boulos e Haddad despontam nas pesquisas e formam cinturão progressista contra PSDB em SP

3. VÍDEO: Mais de 6 mil indígenas cantam e dançam em manifestação contra marco temporal de terras

Bolsonaro afirmou também que quem não quer comprar uma arma que não “encha o saco” de quem quer.

O presidente anunciou para os apoiadores que permitiu aos colecionadores, atiradores e caçadores (conhecidos como CACs) comprar armas e munições.

“Tudo que pode fazer por decreto eu fiz, CAC está podendo comprar fuzil. CAC que é fazendeiro compra fuzil, 762. Tem que todo mundo comprar fuzil, pô. Povo armado jamais será escravizado. Sei que custa caro, tem idiota, ‘ah, tem que comprar feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, disse.

Assista no vídeo abaixo:

‘Quero que quintuplique o número de armas no Brasil’, diz Bolsonaro

Ontem, no cercadinho do Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse desejar que “quintuplique” o número de armas nas mãos de “cidadãos de bem”.

“A imprensa, de novo, fazendo matéria essa semana que tem dobrado ano a ano o número de armas no Brasil. Eu quero que quintuplique. Quanto mais armado tiver o povo, melhor para todo mundo”, afirmou.

A declaração acontece em meio às convocações para o ato golpista do dia 7 de setembro.