Ex-funcionários acusam Bandeirantes de não obedecer normas de segurança

Band. Foto: Reprodução

De acordo com denúncia de ex-funcionários do Grupo Band, a sede da empresa, em São Paulo, estaria com uma série de irregularidades em relação a normas de segurança, informa Flávio Ricco, no UOL.

Segundo eles, a principal delas, a falta do AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, o qual atesta que uma vistoria foi feita e que determinada edificação atende a todos os critérios de segurança e prevenção contra incêndio. O Ministério Público do Trabalho inclusive acompanha o caso, que, num primeiro momento, contou com a solicitação do Sindicato dos Radialistas.

Trata-se do mesmo documento que faltou ao CR Flamengo, no Ninho do Urubu, que atestasse segurança contra incêndios. Ainda de acordo com as denúncias, a Band não teria esse documento desde 2002, e portas corta-fogo estariam danificadas, sem o perfeito funcionamento.

Um tanque de combustível enterrado de 15 mil litros de óleo diesel e mais cinco tanques suspensos, de 250 litros de óleo diesel, também representariam perigo. “Esses tanques têm dado adicional de periculosidade para todo e qualquer funcionário”, relata um desses ex-funcionários.

Procurada, a Band informa que “o projeto para tanques e bombas encontra-se em fase de aprovação, entretanto os tanques existentes foram instalados de acordo com a legislação e normas pertinentes, estando devidamente isolados e protegidos de qualquer incidente”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!