Governador de Brasília proíbe Bolsonaro de ir a estádio de futebol

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB). Foto: Hugo Barreto/Metrópoles.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao lado do governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB). Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), editou um decreto que proíbe o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de entrar no estádio Mané Garrincha, em Brasília, em partidas de futebol. Trata-se de uma regra que exige o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para acesso de qualquer pessoa a eventos como competições esportivas, shows e festivais. Até agora, Bolsonaro ainda não tomou a vacina contra a doença.

A informação é do jornalista Igor Gadelha, do site Metrópoles.

Leia mais:

1. TCU obriga genro de Silvio Santos a diminuir verba do governo ao SBT e aumentar a Globo

2. 558 mil famílias que vivem na miséria estão de fora do Auxílio Brasil

3. Entrevista de Fabrício Queiroz preocupa aliados de Flávio

O ocupante do Planalto vinha conseguindo entrar no estádio na capital federal apresentando apenas um teste RT-PCR. Porém, isso não será mais permitido, já que o novo decreto estabelece que só poderão acompanhar eventos esportivos as “pessoas imunizadas contra a COVID-19, mediante comprovação de imunização, após quinze dias do recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única, nos casos indicados pelo fabricante”.

Caso Bolsonaro ou qualquer outra pessoa descumpra a regra, o decreto de Ibaneis Rocha prevê cobrança de multa no valor de R$ 1 mil, além da cobrança de R$ 100 mil à empresa organizadora do evento. “Além das sanções administrativas e penais previstas nos demais normativos distritais e federais”, diz o decreto.

Com informações da coluna de Igor Gadelha, do site Metrópoles

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link