Com corda no pescoço, Guedes dá sugestão bizarra para Petrobras

Paulo Guedes petrobras
Paulo Guedes quer entregar Petrobras para os empresários e tenta iludir os mais pobres

Com corda no pescoço, Paulo Guedes deu uma sugestão bizarra para Petrobras. Ele disse para vender a empresa e repassar o dinheiro aos mais pobres. Porém, todas as ações feitas pelo ministro da Economia só prejudicou os mais pobres. Não por acaso, o combustível e o gás de cozinha não para de crescer na gestão Bolsonaro.

“Quando o preço dos combustíveis sobe, os mais frágeis estão com dificuldade. Imagine então se eu vender um pouco das ações da Petrobras e der pra eles esses recursos? Não faz sentido o país ficar mais rico e o pobre ficar mais pobre”, declarou. A fala ocorreu em conversa com jornalistas em Washington nesta quarta (13).

O ministro foi para capital dos EUA para participar da reunião do FMI, além de outros compromissos. O posicionamento de Guedes sobre a Petrobras ocorreu após ser questionado sobre a declaração de Arthur Lira.

O presidente da Câmara dos Deputados declarou que a estatal só segue caminhos para “distribuir” dividendos para acionistas. “Vamos levar a Petrobras para o novo mercado? Hoje o governo controla a Petrobras com ações ordinárias. Se você falar que vai para o novo mercado, os cálculos são que a Petrobras pode ganhar entre [R$] 100 [bilhões] e [R$] 150 bilhões de valor adicional”, disse Guedes.

Leia mais:

1 – Preocupado em atacar o PT, Ciro Gomes erra dia de Santa e é detonado nas redes

2 – Advogado de militares culpa catador de latinhas por morte de músico com 80 tiros no Rio

3 – Caso Prevent Senior: ANS instaura direção técnica para apurar conduta da operadora de saúde

Guedes continuou defendendo sua loucura

“No caso da Petrobras, ela [a ação] pode subir porque você vai para o novo mercado. Vai acabar essa diferença entre [ações] ordinárias e preferenciais. Então o governo, que tem hoje o controle, ele pode continuar com a golden share, qualquer coisa assim, mas na hora em que as ações ficarem todas da mesma qualidade, o mercado vai aplicar um múltiplo de empresa privada, e vai valer muito mais”, insistiu o ministro.

“Aí, toda vez que o combustível subir, você tem ações da Petrobras valendo mais, você vende um pouquinho e deixa as pessoas mais pobres comprarem gás natural. Ai quando os preços do gás e do petróleo subirem, uma parte dessa riqueza que o Brasil tem vai para os mais pobres”, encerrou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!