Em coletiva, Guedes mandou recado para um ministro de Bolsonaro; Saiba quem

Paulo Guedes recado
Paulo Guedes deu uma coletiva de imprensa

Paulo Guedes deu uma coletiva de imprensa nesta sexta (22) ao lado do presidente Bolsonaro. O chefe da pasta de Economia mandou uma indireta para outros nomes do governo. As frases repercutiram no governo e muitos entenderam que foi um recado para Ciro Nogueira.

“Quando eu estava viajando pra fora, e o Brasil está muito bem visto lá fora, a classe política fez um turbilhão por causa do Auxílio. Porque queria ele de R$ 600,00 e falou que a Economia estava barrando”, disse o ministro da Economia. “Houve um problema nosso de Comunicação, mas não podemos ficar sujeitos a esses ruídos”, acrescentou.

As duas frases chamaram a atenção e muitos entenderam que foi um recado para Ciro Nogueira. O ministro da Casa Civil é quem entrou em queda de braço com Guedes para que os desejos políticos ficassem acima de qualquer coisa. Um diz que quer salvar o presidente. O outro tenta manter o discurso de “austeridade”.

Leia mais:

1 – Fakhoury perde processo para petista que o acusou de caixa dois para Bolsonaro

2 – Folha de S. Paulo omite que experiência produtiva no Espírito Santo é do MST

3 – MPE e TSE vão investigar denúncia contra presidente da Caixa

Ciro Nogueira x Paulo Guedes

Ciro Nogueira não confia no planejamento econômico do seu colega. A cada semana, tem aumentado o coro para que Guedes saia do governo o mais breve possível. Porém, não tem sido muito incisivo com Bolsonaro, pois sabe que o presidente não gosta de pressão.

Já Paulo Guedes quer ser reconhecido como uma figura técnica. Apesar de todos terem percebido que ele não sabe o que está fazendo. E o ministro tem horror ao que chama de “programas de esmola”. Na opinião dele, o povo pode ter emprego e dinheiro se o governo souber administrar.

Só que, quase três anos depois de assumir a pasta econômica, a situação do brasileiro vem piorando. São 19 milhões de pessoas na miséria e 14 milhões de desempregados. Além disso, há o escândalo do offshore. Hoje, Guedes só está no governo porque Bolsonaro quer. E ninguém sabe explicar o exato motivo disso. Nem mesmo o presidente.