Na CPI, Hang terá de responder sobre atestado de óbito da mãe, fake news e gabinete paralelo

Luciano Hang será ouvido na CPI da Covid
O empresário bolsonarista Luciano Hang. Foto: Reprodução

Luciano Hang será ouvido nesta quarta (29) na CPI da Covid. O empresário bolsonarista vai ser questionado, principalmente, sobre fake news e apoio ao “tratamento precoce”. Também será tratado no depoimento o financiamento de blogueiros bolsonaristas. O Véio da Havan também terá de responder sobre o atestado de óbito da mãe.

Leia também:

1 – Advogada diz que Prevent Senior atuou em conluio com o Ministério da Economia

2 – Diogo Mainardi acusa operadora de saúde de tentar ocultar morte de seu pai bolsonarista por covid

Declaração de óbito da mãe foi fraudado

A declaração de óbito da mãe do bolsonarista, Regina Hang, foi fraudada para omitir a causa da morte: covid-19. O caso foi documentado em dossiê organizado denunciando as irregularidades da Prevent Senior.

A mãe de Hang foi internada no Hospital Sancta Maggiore, da Prevent Senior, no Morumbi (SP). Segundo o documento entregue à CPI, Regina Hang é um dos “inúmeros casos que não foram devidamente noticiados”.

Ela foi internada em 31 de dezembro de 2020 e morreu em 3 de fevereiro deste ano. Quando foi ao hospital, havia informações sobre o início de sintomas de covid. Ela tomou hidroxicloroquina, azitromicina e colchicina antes de entrar na Prevent Senior. Também recebeu ivermectina e outros tratamentos experimentais.

“Sra. Regina Hang utilizou o kit antes de ser internada e que repetiu o tratamento durante a internação, assim como registram que seu filho, sr Luciano Hang, tinha ciência dos fatos”, afirmam os médicos.

Luciano Hang foi um dos que propagandeou o tratamento precoce

O Véio da Havan foi um dos maiores defensores do tratamento precoce durante a pandemia. Desde o início da crise sanitária ele faz publicidade para remédios sem eficácia contra a doença, como cloroquina, azitromicina e ivermectina.

Ele usa as redes sociais para propagar mentiras sobre a suposta “cura” da doença. Tem, inclusive, brigado na Justiça para manter no ar um vídeo em que defende os remédios.

CPI quer usar oitiva de Hang para chegar ao gabinete paralelo

Senadores acreditam que o empresário bolsonarista vai usar a oitiva como palanque para promover a cloroquina. No entanto, acreditam que possa revelar fatos sobre o gabinete paralelo da Saúde.