Kassab confirma que cogita Eduardo Leite candidato a presidente

Pacheco já deixou claro que pode desistir da candidatura

Atualizado em 1 de fevereiro de 2022 às 20:54
A imagem do ex-prefeito Kassab
O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab. Foto Alan Santos/PR

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, confirmou que cogita Eduardo Leite candidato a presidente pelo partido. Em entrevista à GloboNews, Kassab acrescentou que há quadros no PSD que defendem um convite ao tucano.

O tucano poderia ser sondado por pessedistas “caso Pacheco decida não ser candidato”, afirmou Kassab. Pacheco, por sua vez, avalia desistir de pré-candidatura. Após muitas conversas e análises de cenário, Pacheco chegou à avaliação de que dificilmente algum nome da terceira via conseguirá ser competitivo contra Lula e Bolsonaro.

Pacheco, de acordo com seus interlocutores, já avisou o presidente do partido, Gilberto Kassab, sobre suas dúvidas e indicou que poderá não disputar a Presidência da República, liberando as negociações estaduais do partido.

Leia também:

1; Damares diz que gravidez de crianças e adolescentes é culpa do TikTok

2; EUA manda recado e sugere que Bolsonaro cancele viagem à Rússia: “Não é boa hora”

3; Lula é favorito para vencer em 2022 na opinião de investidores, diz pesquisa

O plano B de Kassab

Empenhado em convencer o governador gaúcho a trocar o PSDB pelo PSD, Kassab trabalha simultaneamente na construção de uma candidatura ao governo de São Paulo para fazer frente ao vice-governador paulista, Rodrigo Garcia, candidato ao Palácio dos Bandeirantes avalizado pelo governador João Doria.

Uma candidatura alternativa à de Garcia seria o plano B de Kassab, já que se tornaram mínimas as chances de o ex-governador Geraldo Alckmin se filiar ao PSD para disputar pela quinta vez o governo de São Paulo.

A eventual migração de Leite ao partido também filiaria tucanos que se tornaram desafetos de Doria e que integram um grupo afinado ao governador gaúcho. Kassab e Leite ampliaram as conversas no fim do ano passado e já se encontraram duas vezes em 2021. O governador gaúcho tem mantido o discurso de que não tentará se reeleger, nem buscará outro cargo na disputa eleitoral deste ano.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link