Live das 5 – Biden é pressionado por congressistas dos EUA a diminuir status militar do Brasil na Otan

Veja a Live das 5
Live das 5 – Biden é pressionado por congressistas dos EUA a diminuir status militar do Brasil na Otan. Foto: Reprodução/DCMTV/YouTube

Biden é assunto. AO VIVO. Sara Vivacqua analisa as últimas notícias e conversa com o ex-ministro das relações exteriores, Celso Amorim. Moderação: Marília Beznos.

LEIA MAIS:

1 – Rosa Weber manda PGR investigar se Alcolumbre praticou crime ao não sabatinar Mendonça

2 – Lira tenta justificar ao STF por que não pauta impeachment de Bolsonaro e cita até Dilma

3 – EXCLUSIVO: Quem é e como opera o empresário que financia apoiadores de Ciro para atacar Lula

Biden e a Otan

Um grupo de 63 parlamentares do Partido Democrata, dos Estados Unidos, enviou uma carta para Joe Biden. Os congressistas pediram ao presidente americano que o país retire o apoio do governo para que o Brasil se torne um parceiro da Otan.

Na visão dos parlamentares, o governo Bolsonaro impede que haja avanço em algumas tratativas. “Precisamos rever isso para assegurar que não estamos fortalecendo um exército que pode depois ser usado para um golpe de Estado”, disse Hank Johnson para BBC Brasil. Ele é um dos autores da carta.

“Bolsonaro já demonstrou que está organizando as condições para um golpe militar. É um cenário alarmante para o Brasil e nosso país não pode contribuir com isso”, acrescentou.

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) foi criada em 1949. A organização é uma aliança militar de países do Atlântico Norte. Através da instituição, os países determinam um sistema de defesa coletiva. Isso permite ajuda caso um dos seus membros seja atacado externamente.

Caso o Brasil entrasse na Otan, teria facilidades para adquirir tecnologia militar e armamentos feitos pelos Estados Unidos. E também de outros partidos da entidade.

Veja a Live das 5