Lula: “Não há espaço para terceira via”

Lula. Foto: Ricardo Stuckert

Ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta (17) que não há espaço para a terceira via nas disputas eleitorais de 2022. “A terceira via tem que me derrotar no primeiro turno, ou derrotar o Bolsonaro no primeiro turno. Não há espaço para terceira via se não houver uma mudança brusca no espaço político nacional”, disse o ex-presidente em entrevista à Rádio Sagres, de Goiânia.

LEIA MAIS:

1 – Frota quer reabertura de CPMI das Fake News e diz que governo tenta salvar Carlos Bolsonaro

2 – DCM Ao Meio-Dia: Jornalista obrigado a tirar Lula do ar 10 minutos antes de entrevista a rádio fala ao DCM

Lula e a terceira via

Lula. Foto: Ricardo Stuckert

Questionado sobre os efeitos das manifestações promovidas pelo Movimento Brasil Livre no último domingo (12),que busca viabilizar a terceira via nas eleições de 2022, o ex-presidente afirmou que nunca acreditou na capacidade de mobilização do MBL. Segundo ele, Bolsonaro ainda tem uma base de apoio considerável. Por isso, na avaliação dele, a disputa tende a ficar entre os dois.

“Eu penso que nós estamos caminhando para uma disputa política entre o PT representando setores democráticos da sociedade, e o Bolsonaro representando setores fascistas da sociedade”, afirmou.

Ele também disse não acreditar na veracidade da nota assinada por Bolsonaro, em costura com o ex-presidente Michel Temer, para arrefecer a crise entre os Três Poderes após as manifestações do dia Sete de Setembro. Na análise dele, o presidente assinou a nota porque estava “muito desmoralizado e fragilizado”.

“Eu não sei se alguém acreditou na nota feita pelo Temer para o Bolsonaro, não sei se alguém acreditou que o Bolsonaro estava falando sério. Na verdade, o Bolsonaro assinou aquela  carta apenas numa demonstração da fragilidade dele, pela falta de um comportamento de um presidente da República”, disse.

Com informações do Congresso em Foco.

Confira a entrevista.