Moro comenta decisão de Gilmar e Lewandowski sobre quebra de imparcialidade no processo contra Lula

Sérgio Moro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na noite desta terça, 4, Moro comentou a decisão da Segunda Turma do STF –Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski – em atendimento ao pedido da defesa de Lula.

Gilmar e Lewandowski retiraram a delação de Palocci de ação contra Lula.

Leia a nota:

“Relativamente às afirmações efetuadas pelos Ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski sobre parcialidade no julgamento do ex-Presidente Lula, cabe respeitosamente informar:

a) O ex-Ministro Antonio Palocci já havia prestado depoimento público na mesma ação penal sobre fatos atinentes ao ex Presidente, portanto a inclusão da delação não revelou nada novo;

b) A inclusão da delação no processo visou a garantia da ampla defesa, dando ciência de elementos que eram relevantes para o caso e que ainda não haviam sido juntados aos autos, como exposto no despacho;

c) Eu, como juiz, sequer proferi sentença na ação penal na qual houve a inclusão da delação de Palocci;

d) a sentença condenatória contra o ex Presidente que proferi é de julho de 2017, ou seja, foi em outra ação penal e muito antes de qualquer campanha eleitoral, sendo ainda confirmada pelo TRF4 e STJ.”

Veja também:

VÍDEO: Gilmar mostra ‘quebra da imparcialidade’ de Moro no processo contra Lula

VÍDEO: Lewandowski aponta parcialidade de Moro no processo contra Lula e violação do direito de defesa

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!