São Paulo ganha movimento anti população de rua. Sim, é isso mesmo

São Paulo ganha movimento anti população de rua. Sim, é isso mesmo. Foto: Reprodução/Twitter

A advogada defensora de direitos humanos Kelseny Medeiros Pinho fez um alerta assustador em sua conta no Twitter.

ACOMPANHE – prefeito bolsonarista que quer expulsar morador de rua deu cargo de quase R$ 10 mil para a mulher

Ela escreveu o seguinte em um tio (thread):

MAIS – Lutador de jiu-jitsu é acusado de espancar morador de rua até a morte

Movimento anti-população em situação de rua? Sim, é possível! Pessoas saíram às ruas hoje, um coletivo intitulado de ‘Moradores Sem Rua’, reivindicando (pasmem!) direito à cidade. Segundo eles, pessoas em situação de rua ‘usurpam’ a cidade ao morar na rua. #sp #poprua

Com faixas de ‘o centro pede socorro’, alegam q defendem ‘ambos os lados’, ou seja, q a poprua tem q ser acolhida, mas a cidade tem q estar ‘segura’, ‘higienizada’. A solução? Tirar as pessoas das ruas. O ato contou com a presença de parlamentares PSL e Republicanos.

No meio da frente fria histórica que vivemos e das diversas ações em solidariedade à rua, até esquecemos que ainda tem gente que acredita que o recolhimento compulsório é a solução, que o centro e não as pessoas que vivem nele, como a porua, é que pede socorro. #fascismo

Quem pede socorro é a população em situação de rua e as milhares de pessoas que durante essa pandemia que foram para as ruas. Eu poderia falar várias coisas sobre esse ato, mas vou deixar um companheiro q assistia indignado falar a única coisa q importa:

Pra não restar dúvidas sobre o conteúdo do ato, esse post no Facebook chamando para o ato. O que dão ações responsáveis? Fica essa pergunta! Mas ao comparar pessoas em situação de rua a sujeira, caos, transtornos insegurança, já sabemos…”

Confira vídeos inacreditáveis desse movimento claramente fascista.