Técnicos de Guedes no Ministério da Economia pedem demissão

Paulo Guedes limpando a testa
Ministro da Economia Paulo Guedes; – Foto; Reprodução

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, pediram exoneração de seus cargos ao ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quinta-feira (21). A decisão foi informada pelo Ministério da Economia.

A pasta disse que a decisão é pessoal. Mas, de acordo com fontes do Ministério, a decisão foi tomada porque o governo fechou acordo com o Congresso para mudar o teto de gastos para pagar um Auxílio Brasil de R$ 400.

“Funchal e Bittencourt agradecem ao ministro pela oportunidade de terem contribuído para avanços institucionais importantes e para o processo de consolidação fiscal do país”, afirma a nota. Com informações do G1.

Leia também:

1; Augusto Aras foi contra a prisão de Allan dos Santos

2; ‘Black Ustra’; Sérgio Camargo diz que vai torturar na Fundação Palmares

3; Magoado, Moro cogita abandonar candidatura em 2022

Mais dois se descolaram de Guedes

A secretária especial adjunta do Tesouro e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário-adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também pediram exoneração de seus cargos, por razões pessoais.

Os pedidos foram feitos de modo a permitir que haja um processo de transição e de continuidade de todos os compromissos, disse o ministério.

Funchal e Bittencourt eram os donos do cofre e responsáveis pela área fiscal do governo. A decisão de ambos de pedirem demissão foi vista com surpresa com colegas do Ministério da Economia, que não esperavam que isso a saída de deles fosse anunciada agora.