Quem foi o único senador a votar contra o vale gás e o que ele tem a ver com Bolsonaro

vale gás bolsonaro senador
Líder do governo Bolsonaro votou contra o vale gás

O senador Fernando Bezerra Coelho, líder do governo Bolsonaro no Senado, foi contrário à criação do projeto vale gás. O parlamentar acabou sendo o único a votar contra. Ele explicou o motivo de não ter concordado com 76 colegas que foram favoráveis ao texto.

O projeto de lei cria subsídio para que botijões de gás sejam comprados por famílias de baixa renda. Mas Bezerra foi contra. “Já estamos resolvendo isso dentro do novo Auxílio Brasil!”, afirmou para a revista Veja.

O novo Bolsa Família está tendo dificuldades para sair no papel. Bolsonaro iria anunciar o programa com pagamento de R$ 400 por mês aos beneficiários. Porém, o mercado financeiro reagiu negativamente e a Bolsa caiu e o dólar subiu. Um dos motivos para a crise com os investidores é a possibilidade do presidente estourar o teto de gastos. Algo criado pelos liberais e políticos de extrema-direita.

O voto do líder do governo chocou até mesmo parlamentares que fazem parte da base do governo. Porém, não teve influência suficiente para que aliados seguissem seu pensamento.

Leia mais:

1 – Advogado e professor de Direito aponta erros jurídicos da Globo ao dizer que Bolsonaro não cometeu genocídio

2 – Bolsonaro está entre os 10 políticos que mais gastaram com despesas médicas na Câmara

3 – Relatório da CPI acusa Braga Netto de omissão e pede seu indiciamento

Vale gás

O Senado aprovou o projeto de lei 1.374 de 2021, que cria o Programa Gás para os Brasileiros, que subsidia o gás de cozinha para pessoas de baixa renda.

Poderão receber o benefício famílias inscritas no Cadastro Único com renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo, ou as que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o BPC. Cada casa receberá, a cada 2 meses, de 50% a 100% do preço do botijão de 13kg.