Veterana da Globo afirma que atrizes americanas não denunciaram assédio antes porque não lhes convinha

Em entrevista ao Universa do UOL, a atriz Betty Faria faz declarações polêmicas sobre as recentes denúncias de assédio no meio artístico.

Você sofreu assédio ou algum outro tipo de violência?
Eu sofri de tudo, meu amor. Era bonita e gostosa nos anos 60, 70, 80. Agora, vamos combinar: aquelas mulheres no Oscar, falando sobre assédio que sofreram dez anos atrás, aquilo é fingidinho, né? Por que não abriram o bico na hora? Porque não convinha! Pegaram o papel, entendeu? Eu quero ver a que tem peito de dar um murro, uma joelhada no saco e perder o papel. A Meryl Streep ficou muito de madre superiora naquela história. Acho um nhém nhém nhém esse negócio. Sou uma sobrevivente.

Houve estupro?
Uma pessoa que eu namorava tentou me estuprar. Mas ela dançou, porque eu fazia Tai chi chuan e estava muito forte: levou uma pernada! Taí uma ideia para o próximo ministro da Educação: nas aulas de educação física, ensinar também defesa pessoal. Muito estupro pode ser evitado. Mete o dedo no olho, uma joelhada no saco e é difícil resistir, viu.

Por que não denunciou esses casos de violência?
Nunca fiz escândalo dessas coisas. A mágoa que os caras ficaram já foi suficiente para me deixar feliz. Rejeição é o sentimento mais difícil para o homem negociar. Eles ficaram bem chateadinhos.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!