Bolsonaro está usando a PF para colocar Mendonça no STF, dizem aliados

Bolsonaro
Prisão de primo de Alcolumbre é obra de Bolsonaro, dizem aliados – Foto: REUTERS/Adriano Machado

Em mais uma estratégia para colocar o ex-AGU André Mendonça no STF, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu usar agora a Polícia Federal em seu favor. Pelo menos, é o que pensam aliados.

Em meio a resistência do presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de pautar a sabatina de Mendonça, pessoas próximas ao atual mandatário afirmam que a prisão do primo do senador, o ex-deputado estadual Isaac Alcolumbre, é obra de Bolsonaro.

Segundo apurou o DCM, isso foi um “recado” pro Alcolumbre pautar a sabatina. “O senador não parece estar com medo, o problema é que precisa medir o tamanho da guerra”, disse aliado do governo. “O recado foi dado. Primeiro é um primo, o que vem depois ninguém sabe. Ele sabe que foi um recado e precisa reagir a isso”.

Leia também:

1; Ruby Rose denuncia assédio nas gravações de ‘Batwoman’

2; Pensando em 2022, Moro pode se filiar a partido em novembro

3; VÍDEOS; Bolsonaristas invadem Câmara de Porto Alegre, agridem vereadores e causam briga generalizada

Prisão de Alcolumbre

A Operação da Polícia Federal que prendeu Isaac Alcolumbre, no Amapá, nesta quarta-feira (20), começou na gestão de André Mendonça à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Chamada de Vikare, a operação foi deflagrada em maio de 2020 e apura um grupo criminoso que atua com tráfico internacional de drogas.

Isaac Alcolumbre é ex-deputado estadual do Amapá e, de acordo com o superintendente da PF no estado, foi encontrado com uma “grande quantidade de dinheiro”.