Bolsonaro ficou furioso com Pacheco e quer pedir impeachment de Barroso

Jair Bolsonaro com a mão em riste, nervoso
Bolsonaro está disposto a enviar impeachment de Barroso – Foto: Reprodução

Bolsonaro não gostou nada da decisão de Pacheco de rejeitar o impeachment de Alexandre de Moraes. Por causa disso, o presidente pensa em voltar atrás e enviar um novo pedido, dessa vez contra Barroso. Tudo para provocar o presidente do Senado.

O presidente já havia decidido não enviar o pedido de impeachment do presidente do TSE. Isso seria uma forma de acalmar os ânimos junto à sua base, que vem costurando acordo com o Poder Judiciário. Mas ele entendeu que a decisão de Pacheco no mesmo dia em que foi anunciada a desistência do presidente, pega mal.

Nos bastidores, aliados de Bolsonaro falaram com a reportagem e explicaram que ele se sentiu enfraquecido. “Ele achou que isso passa uma mensagem para sua base radical. Dá a entender que o presidente é fraco”. Outra pessoa confirmou que o presidente chegou a dar gritos no Palácio do Planalto quando soube da informação.

Leia mais:

1 – Marcius Melhem rebate Piauí sobre censura e diz que revista mente

2 – Televisão e garantias: Como a FIB Bank é ligada a pastor Valdemiro Santiago

3 – AGU alega aglomeração, pede suspensão de ato indígena e Barroso nega

Bolsonaro furioso e impeachment

A fúria de Bolsonaro está sendo contornada, ou ao menos tentada, por aliados. O próprio Ciro Nogueira tenta demover o presidente da ideia de voltar a abrir fogo contra o STF. Não que isso faça diferença, já que ele está no pior momento com o Supremo, o problema é outro.

Na visão de assessores, quando Bolsonaro envia um pedido de impeachment, ele coloca o Senado em situação delicada. O gesto de recondução de Aras foi um movimento dos senadores para apaziguar a situação. Agora, se o presidente voltar a pressionar, a situação pode degringolar de vez.