PL manda recado a ala ideológica: “Bolsonaro vai usar focinheira”

Bolsonaro gritando
Bolsonaro vai usar focinheira, garante o PL – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O PL tem deixado chegar à ala ideológica do governo que Bolsonaro será contido. A sigla tem utilizado um termo até considerado meio chulo para explicar o novo momento do presidente. Para a legenda, a partir de agora, ele precisa usar uma focinheira. Este é o recado do partido e também do Centrão para embarcar de vez na campanha eleitoral de 2022.

“Vamos colocar focinheira no Bolsonaro”, teria dito Valdemar da Costa Neto em conversa com filiados do PL. Isso porque, a preocupação da trupe é que o jeito truncado do presidente atrapalhe os planos da sigla. E não se trata só dele vencer as eleições do ano que vem, mas de prejudicar na composição da bancada. “Não vamos ser vistos como um partido golpista”, garantiu o cacique para aliados, segundo informações obtidas pelo DCM.

Em reunião com líderes políticos, Valdemar foi pressionado a se posicionar sobre temas importantes. Ele foi lembrado que Bolsonaro, por exemplo, é contra a vacina, a favor de tratamentos ineficazes contra a Covid-19. Segundo ele, tudo isso já foi avisado ao presidente e que uma focinheira será colocada. Isso significa que, segundo o presidente do PL, o discurso será moderado e sem esses rompantes.

Leia também

1 – “Fenômeno, um showman, difícil competir”: como adversários reagiram a Lula no Podpah

2 – VÍDEO: Paulo Guedes com Brasil em recessão: “Saímos do fundo do poço, a economia tá em pé de novo”

3 – Alckmin diz a amigos que vai ser vice de Lula e prepara discurso

Bolsonaro de focinheira

No PL ninguém acreditou no recado de Valdemar, mas o cacique está levando a sério a ideia. Ele escalou nomes importantes do Centrão, como Ciro Nogueira e Arthur Lira para dar o recado. Boa parte dos parlamentares e influenciadores ideológicos do bolsonarismo ficaram sabendo. “A partir de agora, ninguém fala nada controverso”, foi a ordem.

Ainda que muita gente acredite que isso não vá durar, é a expectativa dos caciques do Centrão. Isso porque, na visão deles, se o grupo ficar vendido como ala ideológica, pode sofrer nas eleições. Nem o PL, nem o PP estão dispostos a se venderem ao bolsonarismo. Eles até topam darem palanque ao grupo, mas a ideia é aumentar a bancada e não se transformar no PSL. Para isso, é preciso controlar o discurso inflamado.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link