Ricardo Barros e empresas ligadas a ele têm sigilo fiscal quebrado pela CPI

Publicado em 19 agosto, 2021 1:06 pm
Deputado Ricardo Barros (PP-PR). Foto: Pedro França/Agência Senado

O deputado federal e líder do governo Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), teve seu sigilo fiscal quebrado pela CPI da pandemia nesta quinta-feira (19). Pelo menos 21 empresas ligadas a ele também sofreram a medida.

Os senadores pretendem, com isso, rastrear se houve transferências de recursos, seja direta ou indiretamente, entre Barros, familiares e o sócio da Precisa Medicamentos Francisco Maximiano.

Leia mais:

1. Delfim Netto: ‘Risco para o mercado é Bolsonaro, não Lula’

2. Lula come centrão pelas beiradas. Por Helena Chagas

3. Zeca Pagodinho tem alta hospitalar e posta VÍDEO com equipe médica: “Venci a Covid-19”

4. Sérgio Reis reclama de boicote após ameaçar STF: “Perdi quatro shows e dois comerciais”

5. Dono da Precisa, que depõe à CPI, movimentou 80 vezes mais do que declarou ao Imposto de Renda

6. Enrolado no caso Covaxin, Ricardo Barros vai judicializar a CPI da Covid

Quem apresentou o requerimento de quebra de sigilo foi o senador Renan Calheiros (MDB-AL), que é o relator da CPI.

Veja o nome de algumas das empresas que tiveram sigilo fiscal quebrado:

Qualidade de Vida Indústria e Comércio de Produtos Naturais Ltda.;
Frequencial Empreendimentos de Comunicação Ltda.;
Associação de Clubes de Vôlei (ACV);
Mineralizadora Fonte de Luz Ltda.;
AKB Magalhães Barros Locações Ltda.;
RC4 Incorporações Ltda.;
Centro de Educação Profissional Técnico Maringá Ltda.;
Correspondente Bancário Mais em Conta S/A;
Incorporadora e Empreendimentos S.A.;
RC1 Incorporações Ltda.;
PY 12 Incorporações S.A.;
RC3 Incorporações Ltda.;
Monlevade Incorporações Imobiliárias Ltda.;
IFGVE Instituto de Formação, Gestão e Valor Educacional (PD) Ltda.;
BHT Consultoria Ltda.;
R.C.6 Mineração Ltda.;
Instituto de Florestas do Paraná;
Construtora Magalhães Barros Ltda.;
RJM Loteadora Ltda. ME;
MBR Locação de Veículos Ltda.;
BB Corretora Ltda.

Com informações do site Metrópoles

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!