“STF já encerrou debate: juiz parcial não tem lugar de fala”, diz advogado de Lula

Ex-juiz quer debater com Lula, mas para Zanin, ex-presidente não deve discutir com suspeito

Atualizado em 14 de janeiro de 2022 às 15:42
Zanin, advogado de Lula
Foto: Reprodução

O advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Lula, foi às redes sociais, nesta sexta-feira (14), enquadrar o ex-juiz parcial Sérgio Moro.

Para Zanin, a ilegalidade da atuação de Moro nos processos contra Lula já está pacificada pela mais alta corte de Justiça do País, o STF.

“O fato de Sérgio Moro acreditar, até hoje, que travou um embate com a defesa do Presidente Lula já denota que ele estava errado o tempo todo: em postura, em alçada e em noção de Direito. O STF já encerrou esse debate: juiz parcial não tem lugar de fala”, afirmou.

Confira abaixo:

Leia também:

1- Covid-19 pode ficar mais de 70 dias no organismo, aponta estudo

2- Grupo de advogados Prerrogativas quer Sergio Moro preso

3- Fábrica de fake news: Bolsonaristas mentem para atacar vacinação infantil

Moro fugiu de debate e desafiou Lula

O ex-juiz Sergio Moro fugiu de mais um debate, agora sobre o sistema de Justiça no Brasil proposto pelo Grupo Prerrogativas. Porém, ele desafiou o ex-presidente Lula.

“Vejo que o clube dos advogados pela impunidade quer debater. Desculpem, mas este é um clube do qual não quero participar. Mas debato com o chefe de vocês, o Lula, a qualquer hora, sobre o mensalão e o petrolão”, escreveu Moro, no Twitter.

O advogado criminalista Augusto de Arruda Botelho rebateu Moro pela declaração. “Você fugiu do debate. Nós, por outro lado (e não temos chefe), debatemos com qualquer pessoa: com seu ex – chefe, o Bolsonaro, com seu chefe na Alvarez & Marsal (quem era seu chefe lá, por sinal?), com seus comparsas no MPF… Sergio, só não vale consultar o Telegram”, disse.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.