URGENTE: Maurício Souza é demitido de clube após homofobia

Veja Maurício Souza
Foto: Reprodução

O clube Minas demitiu o bolsonarista Maurício Souza após episódio de homofobia com Superman bissexual da DC Comics.

LEIA MAIS:

1 – Em um dia, fortuna de Elon Musk cresce em valores inacreditáveis; Veja quanto

2 – O líder cloroquinista poupado. Por Moisés Mendes

3 – VÍDEO: Bolsonaro abandona entrevista na Jovem Pan após pergunta sobre rachadinha e bate boca de apresentadores

Minas demite Maurício Souza

Escreveu o clube no Twitter:

“COMUNICADO OFICIAL – MAURÍCIO SOUZA O Minas Tênis Clube informa que o atleta Maurício Souza não é mais jogador do Clube”.

Confira.

Renan dal Zotto fecha as portas da seleção brasileira de vôlei para Maurício Souza

Renan dal Zotto, técnico da seleção brasileira de vôlei, fechou as portas para Maurício Souza. Ao jornal O Globo, o treinador se posicionou de forma contundente à declarações homofóbicas do meio de rede do Minas Tênis Clube.

Na noite desta terça-feira, ele foi surpreendido com a informação do afastamento do jogador pelo clube.

“Por se tratar de um assunto extremamente relevante procurei me informar sobre o caso no detalhe para me manifestar. E fiquei decepcionado.  É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo. Não me refiro apenas ao elenco dos atletas. É geral, para todos os profissionais”.

Após homofobia, Maurício Souza pede desculpas em perfil com menos de 100 seguidores

Após pressão de patrocinadores e o afastamento do clube, o central Maurício Souza se pronunciou após publicações homofobicas. Porém, utilizou a conta no Twitter, que tinha menos de 100 seguidores até o momento, para isso. Já a do Instagram, onde atacou a DC na postagem sobre o Superman bissexual, tem mais de 249 mil.

“Pessoal, após conversar com meus familiares, colegas e diretoria do Clube, pensei muito sobre as últimas publicações que eu fiz no meu perfil. Estou vindo a público pedir desculpas a todos a quem desrespeitei ou ofendi, esta não foi minha intenção”, escreveu o atleta.

Após afastar o bolsonarista, a diretoria do Minas deixou a volta do atleta em aberto: bastava se retratar publicamente. Porém, na mensagem em que faz isso, o atleta não diz pelo o que pediu desculpas, muito menos cita a palavra homofobia. Maurício apenas diz que “tenho refletindo (sic) muito e reitero minhas desculpas pelo posicionamento.”