O plano B de Mourão se for ‘chutado’ por Bolsonaro

Mourão e Bolsonaro. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O vice-presidente, Hamilton Mourão, tem tentado não se afetar com as críticas que vem do chefe, Jair Bolsonaro. Seu principal objetivo continua sendo ao lado do mandatário mesmo com relação tão inflamada. Porém, o presidente já sinalizou que pensa em ter outro companheiro de chapa nas eleições de 2022.

Mourão, por sua vez, já tem um plano B. Segundo apurou o DCM, o general quer o Senado Federal. Ele descartou uma eventual corrida ao governo do Rio de Janeiro. “É muito difícil. Eu sou velhinho. No meu entender, seria um bom senador”, disse o ocupante do Planalto.

Leia também

1- Tabata Amaral se filia ao PSB e desconversa sobre apoio a Lula em 2022

2- PF vê indícios de ‘pressão’ para favorecer empresa na gestão de Barros na Saúde

Crítica

Nesta sexta-feira (24), Mourão rebateu a crítica que recebeu de Bolsonaro durante entrevista à Veja. O mandátario voltou a descartar a possibilidade de repetir sua chapa eleitoral de 2018.

“Lógico, eu sei ser milico. Não sei ser político”, disse o vice ao chegar ao Palácio do Planalto.

Relação

Apesar dos altos e baixos, o general tanta fazer as “pazes” com Bolsonaro. Sempre de olho em 2022. Como mostrou o DCM anteriormente, Mourão se diz fiel ao presidente.

Sendo assim, eles fecharam um acordo: não se atacam mais publicamente e nos bastidores. Tentam ao máximo manter um discurso parecido. E, no ano que vem, Mourão receberá o apoio de Bolsonaro e vice-versa. Porém na prática, não anda bem assim.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!