Podemos racha na votação da PEC 5 e frustra planos de Moro

Sergio Moro
Sergio Moro – Foto: Lula Marques

O Podemos, partido que deve receber Sergio Moro para disputar a próxima eleição, rachou na votação da PEC do CNMP.

Sinal de que há divergências internas também sobre a forma como o ex-juiz e procuradores conduziram a Lava Jato.

A orientação da sigla foi para votar contra a proposta. Entretanto,não houve unidade. Metade bancada votou contra e metade a favor.

Votaram a favor: Bacelar, Igor Timo, José Nelto, Josivaldo JP e Ricardo Teobaldo. Votaram contra: Diego Garcia, José Medeiros, Léo Moraes, Renata Abreu e Roberto de Lucena.

Leia também:

1 – Bancada ruralista culpa presidente por veto à carne pela China

2 – Mandatário vai inaugurar obra que não funciona em Pernambuco por culpa dele próprio

3 – Dallagnol festeja derrota da proposta

Racha na votação mostra que Sergio Moro não tem consenso dentro do partido

O Podemos é conhecido por ser lavajatista.

É o partido e Álvaro Dias.

O racha na votação da PEC, defendida por Sergio Moro e Deltan Dallagnol, mostra que o apoio não é incondicional.

O partido aguarda a decisão do ex-juiz de concorrer ou não e prepara um evento de filiação.

Um grupo de senadores do partido está contrariado com a possível filiação do ex-ministro de Jair Bolsonaro.

Eles temem uma traição do ex-juiz: que ele entre na sigla para ser candidato à presidência, mas depois dispute uma vaga no Senado.