VÍDEO – Renan pede indiciamento de Heinze no relatório da CPI por fake news

Luis Carlos Heinze
Luis Carlos Heinze na CPI da Covid.
Foto: Reprodução

Após o senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) espalhar mais fake news na CPI da Covid, o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), pediu seu indiciamento.

Nesta terça-feira (26), em que será votado o relatório final, o bolsonarista disse que as origens da Covid-19 podem estar ligadas ao “bioterrorismo”.

Ele ainda fez críticas aos trabalhos da comissão e irritou os senadores.

Leia também:

1 – Relação de Bolsonaro com Centrão está por um fio

2 – O que diz a carta do pastor que enganou multidão sobre ressuscitar no 3º dia

3 – Carrefour: Gerente que humilhou vendedor é afastada

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou um requerimento pedindo o indiciamento de Heinze.

Vieira citou as declarações mentirosas do bolsonarista e afirmou: “Essa CPI teve a coragem de pedir o indiciamento do presidente da República, do líder do governo. Não pode fechar os olhos com relação ao comportamento do colega senador da República.”

Renan disse que Heinze será incluído na lista de indiciados da CPI. “Eu queria, nesta última sessão, dar um presente a vossa excelência. Vossa excelência será o 81º indiciado desta Comissão Parlamentar de Inquérito”, afirmou o relator.

Veja abaixo:

Heinze é o senador mais mentiroso da CPI

Na CPI da Covid, o bolsonarista defende o uso de cloroquina contra o vírus.

Teria embasado o medicamento sem eficácia comprovada “em estudos”.

Ele citou a cidade de Rancho Queimado, na Grande Florianópolis, como exemplo no combate à covid com cloroquina.

O município, na verdade, é um fracasso total no combate à pandemia.

Heinze chegou a inventar que a ex-atriz pornô Mia Khalifa é dona da empresa que tira crédito do medicamento.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link

Para entrar em nosso canal no Telegram, clique neste link