Vera Magalhães bomba nas redes ao sair em defesa de Ciro após ataques a Dilma, Lula e ao PT

Vera Magalhães e Ciro em santinho eleitoral
Vera e Ciro: nascidos um para o outro

Não se pode negar que Vera Magalhães tem um mérito: junto com colegas como Miriam Leitão, Eliane Cantanhêde, Augusto Nunes, Merval Pereira, entre muitos e muitos outros, forma o time que desnudou a falsa imparcialidade por tanto tempo defendida como sinômimo de bom jornalismo pela imprensa corporativa.

Vera é assertiva neste sentido: usa o jornalismo para fazer ativismo político, pronto e acabou. Quem quiser que vá reclamar com o bispo.

O público, obviamente, percebe.

É o caso desta sexta-feira, 15, quando a colunista e apresentadora do Roda Viva foi parar nos trending topics do Twitter.

LEIA mais:

1. Documentos mostram que Ciro Gomes defendeu anistia de torturadores da ditadura

2. Políticos e famosos defendem Dilma de ataques de Ciro

3. Ciro manda “às favas os escrúpulos”. Por Miguel do Rosário

Vera conseguiu achar argumentos para defender o indefensável: a agressão de Ciro Gomes a Dilma, Lula e o PT, com direito a insinuar que o ex-presidente teria conspirado contra Dilma no movimento que acabou resultando no golpe contra a ex-presidente.

“É fato que o Instituto Lula era, no primeiro mandato de Dilma, um local de romaria pelo ‘volta, Lula’. Foi um movimento explícito, vocalizado por lideranças petistas”, escreveu Vera. “Também não é segredo que próceres do PT atribuíam a Dilma boa parte da responsabilidade pelos dissabores do partido, seja por sua condução da economia, seja pelas mudanças que promoveu na Petrobras e que deixaram descontentes pelo caminho. A queixa de que ela não controlava a Polícia Federal também era corrente quando o petrolão começou a ser investigado”.

“Avise a Vera Magalhães e Ciro Somes indigestos são eles, por isto a maioria rejeita”, escreveu uma seguidora.

Acompanhe a repercussão